16 de abr de 2010

Orides Fontela

FALA

Tudo
será difícil de dizer:
a palavra real
nunca é suave.

Tudo será duro:
luz impiedosa
excessiva vivência
consciência demais do ser.

Tudo será
capaz de ferir. Será
agressivamente real.
Tão real que nos despedaça.

Não há piedade nos signos
e nem o amor: o ser
é excessivamente lúcido
e a palavra é densa e nos fere.

(Toda palavra é crueldade.)
                     De Transpiração, 1969
Paul Klee
Orides Fontela (1940- 1998) é uma das minhas poetas preferidas. Viveu e morreu  na mais completa miséria, mesmo sendo considerada pela crítica como um dos nomes mais importantes da poesia brasileira contemporânea ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário