12 de abr de 2010

Arte Movimento


(reproduções de Paul Cezanne, Jean Dubuffet e Marcel Duchamp)

Alguns leitores curiosos perguntaram sobre o significado do título deste blog ser Arte Movimento: lá vai.

Muita coisa aconteceu desde que as vanguardas artísticas passaram a experimentar formas de expressão inovadoras como cubismo, expressionismo, dadaísmo, performances, land art, instalações, etc e tal. Essas e outras modalidades de linguagem artística foram marcadas pela liberdade em relação ao real,  pelo efêmero, pelo uso de materiais inusitados e alternativos, pela ambição da interatividade com o público, pela produção de múltiplos  sentidos, enquanto na sociedade a hegemonia do capitalismo impunha o dogma da ideologia do consumo e da adoração à tecnologia.
Tendo as formas de expressão artística  como referência, penso ser possível incluir as manifestações políticas como uma espécie de criação coletiva da maior relevância. Fundamentais para alargar o espaço da política, da liberdade e do pensamento, as manifestações políticas aproximam-se do conceito de Arte Total que em sua forma extrema encontra nas revoluções sua tradução mais perfeita. As revoluções populares guiadas pela vontade coletiva,  produziram momentos intensos como o apogeu de uma criação capaz de mudar o curso dos acontecimentos. Espécie de iluminação que só a  fundação de uma nova ordem é capaz de produzir.
A fundação política é o conceito primordial para instalação de formas alternativas de poder pela associação voluntária entre os indivíduos, porque só a ação humana coletiva é capaz de fundar uma nova comunidade, repactuar  valores e desenhar o futuro: Arte Movimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário