24 de set de 2009

Um panará sonha
larguezas de vida e de morte
um mundo sobre o outro
qual espelho ou ilusão

Costumam dizer que
uma mulher pariu uma sucuri
o marido assustado esquartejou a cobra.

Dos pedacinhos vieram os brancos,
por isso eles são tão numerosos.

(Margareth Franklin in Terra, 1998. Editora Por Ora)

Um comentário:

  1. Muito legal, Margareth! Estarei sempre por aqui, enriquecendo a razão e o coração...

    Moisés Augusto Gonçalves

    ResponderExcluir