5 de jun de 2010

all you need is love



Israel (de novo) deixa o mundo em susto
enquanto atira contra os barcos  dos jovens ativistas turcos.
Trinta tiros, tantos, em cada corpo.

Querem impedir a ajuda humanitária de chegar
ao campo de concentração de Gaza.

Agora cercam e ameaçam um outro barco
e todos os que tememos a suástica
inscrita com sangue na bandeira azul e branca
ficamos pequenos, impotentes, navegando junto
com os irlandeses as águas de chumbo
da intolerância.

Nossos ouvidos fechados
aos ruídos do mundo que se despedaça
agarram-se às velhas canções
para não ouvirmos mais os gemidos,
os gritos, os  acordes da violência brutal
a que nos submetem outra vez em nome das nações.

Imaginando, levaremos a Gaza nosso barco 
e haveremos de fazer soar as trombetas
que derrubarão as muralhas e os canhões.
Cantaremos juntos entre cadáveres e cápsulas de balas.
Nas ruas, contra a guerra...


Rachel Corrie deu o nome ao barco irlandês que enfrenta sozinho a fúria israelense. Ela era uma ativista dos direitos humanos que morreu lutando em Gaza em 2003. Para ela e para todas as vítimas desse insuportável e interminável genocídio essa canção, a mais perfeita tradução do desejo palestino e de todos os que querem paz...
all you need is love

Nenhum comentário:

Postar um comentário