3 de out de 2010

Eleição em manhã de névoas. A mídia se une para gritar pelo segundo turno. O povo, de novo, assiste bestializado o resultado ser construído segundo o previsível cálculo da política  como espetáculo.
Os cidadãos continuam emprestando a sua bandeira para  uma cena com incertos protagonistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário